Dicas

Principais Motivos de Falhas

Principais Motivos de Falhas

DESCARGA DA BATERIA 
(carga insuficiente).
Motivos: Bateria instalada sem estar a plena capacidade de carga; Deficiência do sistema de carga do veículo (checar o regulador de voltagem); Uso intensivo de partida; Faróis acesos ou rádio ligado durante longos períodos com o veículo desligado; Curto-circuito no sistema elétrico do veículo; Aplicação inadequada (bateria com capacidade superior ao sistema de carga do veículo). - veículos com dínamos (ex. Fusca).
 
 
SOBRECARGA DA BATERIA 
(excesso de carga).
Motivos: O regulador de voltagem está muito alto (além dos 14,5V normais em alta rotação). Isso libera uma corrente excessiva que aumenta a temperatura interna da bateria, evaporando intensamente a água contida no eletrólito e conseqüentemente danificando irremediavelmente os componentes internos da bateria (efeito da temperatura e da concentração do ácido do eletrólito).
Como Recarregar

Como Recarregar

Baterias de Baixa Manutenção
 
O sistema de carga lenta é o recomendado para recarga de baterias. A carga rápida causa danos à bateria e somente deverá ser utilizada em caso de real emergência.
 
 
Para a aplicação correta da carga lenta ou normal, recomenda-se densímetro de boa procedência, voltímetro de baixa leitura 0-20V e termômetro de vidro graduado de 0 a 100°C.
 
 
A corrente (Amperes) recomendada para o início da carga deverá ser 1/20 (5%) a 2/20 (10%) da capacidade nominal em Ah da bateria. Por exemplo: uma bateria com capacidade de 60Ah deve ser carregada com amperagem de 3A até 6A. 
OBS: limite a corrente máxima para nunca ultrapassar a temperatura de 60°C.
 
 
Siga sempre a recomendação do fabricante do carregador utilizado para o número máximo de baterias que o aparelho pode carregar de cada vez, e de preferência ligue as baterias pelo sistema em série.
 
 
Periodicamente revise se a saída do regulador de tensão do veículo está entre 13,8 e 14,8 Volts.
 
 
Baterias Livre de Manutenção - FREE
 
A corrente (Amperes) recomendada é de 10% da capacidade nominal em Ah da bateria. Para esta bateria não se pode ter alta emanação de gases, vazamentos de eletrólitos pelo respiro e a temperatura não pode exceder a 52°C. Se ocorrer qualquer dessas condições, a corrente de recarga deve ser reduzida ou temporariamente interrompida, para possibilitar o resfriamento da bateria. A temperatura da bateria pode ser estimada por toque da caixa.
 
 
Durante o processo de recarga não permita que a tensão exceda a 16 Volts;
 
Em intervalos de 1 hora durante a recarga incline ou agite levemente a bateria, para homogeneizar o eletrólito e verificar se a cor verde aparece;
 
 
A bateria estará suficientemente recarregada quando a cor verde for visível no hidrômetro (visor). E tensão 12,60V;
 
Não recarregue a bateria se o hidrômetro estiver claro ou amarelo. A bateria deve ser substituída depois de verificado o sistema elétrico do veículo.
Como testar as baterias

Como testar as baterias

O teste mais comum realizado para verificar o estado da carga da bateria consiste em medir a sua densidade. Para realizar este teste, deve-se introduzir, num dos vasos, um aparelho chamado densímetro, e retirar do mesmo uma certa quantidade de eletrólito que terá a sua densidade indicada pela bóia do densímetro.
 
TABELA INDICADORA DO ESTADO DE CARGA, DENSIDADE E VOLTAGEM

 

Outro aparelho para verificar o estado de carga da bateria pode ser um analisador com resistência ou eletrônico, o qual, via de regra, possui um relógio com escala indicadora, como segue:

 

Instalação

Instalação

Todos os veículos operam com uma bateria especificada. Procure instalar a bateria correta para cada veículo.
 
Instale somente baterias à plena capacidade de carga: densidade do eletrólito de 1,265 ± 0,005 g/ml e 12,60 a 12,70 Volts entre pólos-terminais em circuito aberto.
 
 
Assegure-se de que os cabos e terminais estão em bom estado de conservação e limpos, e que a correia do alternador está bem esticada. A bateria deverá ser firmemente fixada no local próprio para isso.
 
 
Verifique a polaridade dos cabos antes de fazer a ligação; se for invertida, danificará seriamente os componentes elétricos do veículo. Ligue por último o cabo da massa negativo (-).
 
Verifique se o regulador de voltagem do veículo está bem regulado. Isso se faz com um voltímetro de baixa leitura medindo diretamente sobre os pólos da bateria instalada e ligando o motor, que para baixa rotação deverá nos fornecer uma leitura mínima de 13,20V com os consumidores ligados e 14,5V máximo desligados. Estas são as regulagens normais de veículos de passeio nacionais. Se as leituras obtidas estiverem fora desses parâmetros, recomende ao proprietário do veículo procurar um bom eletricista para verificar a causa do problema.
 
 
No caso de baterias de baixa manutenção, recomende ao proprietário do veículo uma verificação periódica da bateria, principalmente em relação ao nível do eletrólito (a cada 3 a 6 meses, conforme a utilização do veículo). Sempre que necessário, este deverá ser completado, sem extravasar, com água destilada. Somente utilize solução em casos de perda do eletrólito por tombamento.
Recomendações

Recomendações

Para evitar o risco de acidente, você não deve instalar a bateria sem estar devidamente treinado e dispor das ferramentas necessárias. Então, siga as instruções de segurança contidas no produto e em seu Manual de Instalação / Certificado de Garantia.
 
 
Antes de tudo, você deve se certificar de que o modelo de bateria é o recomendado para o seu veículo, em especial a posição dos terminais Positivo (+) e Negativo (-).
 
 
Consulte o presente catálogo de aplicações para escolher a bateria adequada.
 
Ao instalar a bateria, imediatamente teste se o alternador / regulador de tensão e motor de partida estão em ordem e se há fuga de corrente. A ocorrência de centelhamento ao conectar os cabos pode indicar fuga de corrente. Não esqueça de fazer um check-up elétrico do veículo a cada 6 meses. Isto pode ajudar a aumentar ainda mais a vida da bateria.
 
 
Periodicamente revise se a saída do regulador de tensão do veículo está entre 13,8 e 14,8 Volts.